sem cura

Só um estado de espírito bobo. Avisando desde já para que você, meu bom leitor(a) não perca seu tempo em achar que é coisa útil. Se estiver desocupado, divirta-se pelas palavras. Ou se não corre para o resumo!

Bom, vamos ao motivo que me trouxe a escrever sobre algo que não seja música, moda, arquitetura ou urbanismo.

Hoje eu vi um daqueles emails que sua mãe te manda. Sabe, aquele de pensamento de mãe “aahh minha filha faz arquitetura e vai amar esse aqui”, hahaha mesmo sendo das mesmas coisas. Tadinha, um beijinho para ela. Eu não os leio, não por negligência… mentira é por negligência sim, podia passar mais tempo vendo esses emails do que no Facebooh ou similares. Ok, voltando.

O email contava de um castelo de contos de fada no sudeste de Munique. Bom, eu amo contos de fada e a Alemanha. Não sei porque, eu realmente quis um dia ir com um grande amor lá visitar o castelo. Sabe quando vem na cabeça você e um grande amor num castelo de contos de fada?

(Sobre o castelo: a arquitetura era neogótico – o castelo é do séc XIX – é super detalhado, super decorado com coisinhas rococós, muito oro, muito loosho e bla bla bla. Olha, convenhamos… é MAGNÍFICO mas… ah, não é interessante ._. #SinceridadeModeOn)

Pois bem. O negócio é: não interessa o email, o castelo e bla bla bla. O que me intrigou foi o fato de eu me sentir uma completa sonsa em imaginar. Isso me chocou! Por que eu não posso acreditar que um dia isso viria a acontecer? Olha analisando friamente, eu posso juntar dinheiro e ir para a Alemanha (acompanhada hehehe) e visitar o tal castelo. Mas isso é viajar, sonhar, delirar demais a ponto de eu sentir vergonha de mim mesma. Que horror ein?! Mal sei como expressar… achei isso tão triste… eu me impedindo de sonhar um pouco. Trágico.

(Momento ex-nerd revoltada (ex?)que ODEIA aquelas meninas vadias, putas, lindas e maravilhosas da adolescência: aquelas que publicam no fotologo que é preciso sonhar… que raiva delas agora ¬¬)

Acho que assim como a expressão “eu te amo” está tão banalizada que pessoas que realmente se amam não dizem umas para as outras (pode crer), a palavra SONHAR também está tão ridicularizada que, do fundo do meu coração, morro de vergonha desse post. Tenso ein?!

♥Resumo:

Dois problemas:

-como conseguimos ter vergonha de sonhar?

-como as pessoas tem a capacidade de ridicularizar, e ridicularizar o fato de estar ridicularizada certa expressão de sentimentos profundos?

 

(Momento oi sou ryca e inteligenty: por isso gosto de arte moderna. Poucos entendem e com isso posso expressar através de obras dos artistas. Logo a probabilidade de ser banalizado e perder sua capacidade de expressar profundos sentimentos hehehe é bem pequena.)

E é isso! Sinto-me bem melhor agora!

Beijinhos!

Acredita que foi o Google que sugeriu essa imagem?!

Anúncios

Uma opinião sobre “sem cura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s