All my loving, I’ll send to you

(AMO com todas as letras, notas e sons essa música fofoletérrima dos Beatles-Mas estou ouvindo Cyndi Lauper há).

Me custa muito escrever isso, mas é, um dia na vida você vai se apaixonar que nem uma retardada. Vai morrer de vergonha de admitir isso, mas com certeza você vai. Pode não ser pela pessoa certa, pode não ser correspondida, sei lá, sua vida pode ser A DESGRAÇA, mas depois que isso passar você vai rir de si mesma. Bom, vou contar um teco de alguma coisa bonitinha (Já que eu tenho que esperar minhas unhas secarem e baixar uns cds do Bob Dylan – será que é bom?!)

Pois bem, voltando. Gostaria de mostrar para todos como eu encaro tudo isso.

Não é só uma coisinha besta e bonitinha de mulherzinha. É primeiro fundamental para sua sanidade mental minha querida. Não essa pataquada de “Aiii eu te amo e bla bla bla”, porque isso, mais uma vez, PARA MIM, é a coisa mais insuportável que tem. Honey babies, você já notaram a bixisse que é quando você relmente gosta de alguém? Meldeeeels, qualquer coisinha pode se tornar o momento MAGNO do seu dia, semana, sei lá. É tão bonitinho… o mais foufo é o nível de retardamento… sobe horrores, aí você desconta tudo no celular, que não tem mensagem nenhuma, mas tudo bem não é mesmo?

E quando chegam os amigos para colocar aquela lenha na fogueira? Você corre, não quer aceitar mas lá no fundim tá é pulando de alegria.

Não sei, esses foram pensamentos soltos que me vieram… ainda tenho 10 minutos… vamos pensar…

aaaah, como não comentar?

GEEEENTHY, o que foi o São Vito tooooodo coberto hoje? Deuses, ganhei meu D-I-A, ao ver aquela COISA sendo FINALMENTE desmontada \o/\o/\o/

Também achei a revistenha mais PERFECT (não, a 2ª mais perfect) que fala 60% de projetos urbanos e afins (o resto é propaganda ¬¬’).A revista e São Paulo, do Estadão. Sinceramente, isso foi meio burrice minha, considerando que eu sempre leio essa sessão on-line, certamente a revista seria mais completa e legal.

Droga, vou ter que parar de comer maçãs… elas estão me fazendo mal ¬¬

Anúncios

Uma opinião sobre “All my loving, I’ll send to you

  1. Primeiro: não deixe de comer maçãs.
    Segundo: Bob Dylan é muitíssimo bom.
    Terceiro: hoje estava assistindo uma palestra sobre Sebald (um autor que até então não conhecia e eis que o senhor professor blá – que falava em francês! nhó! – disse que quem gosta de história da arquitetura tem de ler um livro desse caro Sebald, de nome “Austerlitz”. Engraçado como a senhorita me veio imediatamente à mente.

    Sei que deveria ter comentado o texto aqui. Mas, como já escrevi muito, apenas digo que li. E que quero muito ler seus textos com um quê mais arquitetônico – blé! isso ficou péssimo… as palavras estão ariscas ultimamente comigo. =P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s